Praia Grande13 3473.4284    Mongaguá13 3507.7944 São Paulo 11 2276.8588 / 11 2594.9444

Locação de temporada: cuidados para não cair em golpes

29/12/2017

Em época de festas e feriados, são inúmeros os casos de pessoas que se veem lesadas ao tentarem alugar imóveis de veraneio sem tomar as devidas precauções para tal.

Por essa razão, ao divulgar a Pesquisa CRECISP de locação de temporada para as férias de janeiro de 2018, em cidades litorâneas paulistas, o presidente do Conselho, José Augusto Viana Neto, aproveitou para alertar a população sobre os cuidados para evitar cair no golpe do “imóvel-fantasma”.

O “imóvel-fantasma” a que o presidente do CRECISP se refere é, como o nome diz, o apartamento ou casa que parece existir de fato para locação mas que, na prática, não pertence a quem os está alugando ou intermediando a locação. “É nesta época do ano, especialmente, que esses estelionatários costumam agir”, esclareceu Viana. “Eles publicam anúncios em grandes sites de renome e jornais de imóveis para alugar com preços tentadores, mais baixos, e simulam fazer toda uma transação legal de locação para sumir no primeiro pagamento.”

O presidente ressaltou que o que parece ser uma transação imobiliária corriqueira é, na verdade, um golpe que vem prejudicando muitos turistas todos os anos. “Por isso, os futuros locatários nunca devem depositar nenhuma quantia em dinheiro ou assinar contratos sem checar a veracidade das informações. É muito perigoso acreditar em anúncios de internet e portais que não exijam nenhuma comprovação dos anunciantes de que os negócios são realmente verdadeiros. O risco de armadilhas é muito grande.”

E acrescentou: “O jeito de evitar esse tipo de golpe é alugar em imobiliárias ou de corretores que disponibilizem seus imóveis no site do CRECISP, pois é a garantia de que a negociação será feita com profissionais que estão em situação regular no Conselho”.

Para conhecer a Pesquisa CRECISP na íntegra e obter mais informações sobre esse assunto, basta consultar o site do Conselho: www.crecisp.gov.br

ARTIGOS RELACIONADOS

Síndico profissional: a regularização versus a profissionalização

Saiba mais...

Feira livre no condomínio.

Saiba mais...

Condomínios tem até junho para se enquadrar no e-social 

Saiba mais...