Praia Grande13 3473.4284    Mongaguá13 3507.7944 São Paulo 11 2276.8588 / 11 2594.9444

Preso suspeito de roubar cães em condomínio

31/03/2017

Um homem suspeito de ter roubado quatro cachorros da raça shih tzu avaliados em aproximadamente R$ 1.500 à R$ 4.500 na última quarta-feira, 15, em um condomínio fechado no bairro de Piatã,  foi preso nesta sexta-feira, 17, no bairro de Periperi. Identificado como Marcelo Silva Menezes, 31 anos, os suposto ‘adestrador’ responderá em liberdade por não ter antecedentes criminais. 

De acordo com o delegado titular da 12ª Delegacia Territorial (DT) de Itapuã, Antonio Carlos Magalhães Santos, o suspeito foi ouvido nesta manhã e confessou o roubo dos animais. O delegado confirmou que a dona e os cães ainda estão na delegacia e aguardam  liberação. 

A história

Para ter acesso ao condomínio onde a proprietária dos animais mora, Marcelo Silva Menezes fingiu trabalhar com adestramento.

O roubo aconteceu na última quarta-feira, 15, quando o suspeito saiu para passear com os cachorros no condomínio e não retornou mais. Ele foi contratado por um site de anúncios online e se identificou para as vítimas como Marcelo. Ele cobrou R$ 700,00 pelo serviço e chegou a receber o adiantamento de R$ 350,00. 

“Ele pediu para descer primeiro com outros dois cachorros (de raças diferentes). Em seguida, pegou os quatro (shih tzu). Quando deu 11h e ele não tinha retornado, nós tentamos contato pelo WhatsApp, mas ele visualizava e não respondia nada. Logo após, nós tentamos ligar, mas só deu caixa de mensagem”, disse Daniele Sales, prima de Aldair Souza, dona dos cães.

Elas perceberam o furto quando consultaram as imagens das câmeras de segurança do prédio. “Vimos que ele passa pelo portão do condomínio e vai para a rua”, disse Daniele, explicando que o combinado era ficar dentro do prédio.

A prima ainda conta que a dona dos animais precisou ser hospitalizada devido ao susto. “A pressão dela alterou muito e ela ficou sob efeito de calmante”.

Ainda de acordo com ela, o suspeito aparentava ter entre 30 e 32 anos e informou que residia no bairro do Uruguai.

As vítimas chegaram a acompanhar parte do serviço de adestramento que o acusado fez dentro da casa delas e não desconfiaram quando o homem pediu para descer com os cachorros. “Ele não parecia ser uma pessoa que jamais iria fazer isso com a gente”, lamentou.

Autor: Nicolas Melo
Estagiário sob supervisão da editora-coordenadora Iloma Sales
Fonte: http://www.atarde.uol.com.br

ARTIGOS RELACIONADOS

Condomínio indenizará vigilante vítima de assalto simulado pelo chefe

Saiba mais...

Chuva expõe problemas do prédio que poderiam ser evitados.

Saiba mais...

Multas de condomínio podem custar até cinco vezes o valor da taxa mensal

Saiba mais...